B I B L I O T E C A ± T Z I K I . N E T
T I T U L O :
Pop Art
A U T O R :
Klaus Honnef
E D I T O R A :
Taschen
G É N E R O:
Arte
P Á G I N A S :
96
L I N G U A :
Arte
E T I Q U E T A S :
Arte, Publico, Pop Art
S I N Ó P S E :
Com origem na Inglaterra dos anos 50, é nos Estados Unidos, durante a década de 60, que a Pop Art conhece o seu período mais próspero. Reagindo ao Expressionismo Abstracto, que, a partir dos anos 40, floresce em solo norte-americano e reforça a individualidade do criador através da rejeição dos elementos figurativos, artistas como Andy Warhol (1931-1987) , Roy Lichtenstein (1923-1997) ou Tom Wesselmann (1931) transpõem para o campo da arte a iconografia da cultura popular. A publicidade, a fotografia, a banda desenhada e o design tornam-se a sua principal fonte de inspiração. A Pop Art celebra a linguagem da cultura urbana e as maravilhas da sociedade de consumo: garrafas de Coca-Cola, latas de sopa ou até pacotes de detergente são reproduzidos vezes sem conta. O abismo entre a cultura de elite e a cultura popular é ultrapassado e o quotidiano torna-se arte.