B I B L I O T E C A ± T Z I K I . N E T
T I T U L O :
O desejo de ser inútil
A U T O R :
Hugo Pratt
E D I T O R A :
Relógio d'Agua
G É N E R O:
Biografia, Memórias
P Á G I N A S :
295
L I N G U A :
Biografia, Memórias
E T I Q U E T A S :
Arte, entrevistas, Banda Desenhada
S I N Ó P S E :
Hugo Pratt, o homem que criou a lenda de Corto Maltese, tornou-se ele próprio uma lenda. Este livro, profusamente ilustrado e publicado poucos anos antes da sua morte, explora os mistérios da sua vida. Descendente de uma mistura de franco-ingleses, judeu-espanhóis e turcos, Hugo Pratt nasceu em Junho de 1927, nos arredores de Rimini, Itália, e passou a maior parte da infância em Veneza. Despertou para a sua vocação na Etiópia, onde descobriu o amor, aprendeu a desenhar e a detestar o colonialismo. Mergulhou na Veneza libertada do fascismo, embarcou para Buenos Aires, partilhou o tempo entre a B.D., as viagens e os amigos. Perito na cabala, iniciado no vodu, conhecedor de várias línguas e coleccionador de milhares de livros, Hugo Pratt surge-nos neste álbum como um personagem inesperado. Hugo Pratt morreu a 20 de Agosto de 1995, na sua casa da Suíça, com vista para o lago Léman, tendo por companhia Patricia Zanotti e a sua biblioteca. O serviço religioso foi acompanhado por temas de jazz do seu amigo Dizzy Gillespie e o padre leu passagens de "O Desejo de Ser Inútil". A minha vida começou bem antes de vir ao mundo, e imagino que prosseguirá sem mim por muito tempo, escreveu ele. No ano em que se comemoram dez anos sobre a sua morte, dedica-se este álbum ao criador de Corto Maltese. Uma biografia sob a forma de entrevista.