B I B L I O T E C A ± T Z I K I . N E T
T I T U L O :
Uma Coisa Supostamente Divertida Que Nunca Mais Vou Fazer
A U T O R :
David Foster Wallace
E D I T O R A :
Quetzal
G É N E R O:
Ensaio
P Á G I N A S :
456
L I N G U A :
Ensaio
E T I Q U E T A S :
Viagens, Mar, barco
S I N Ó P S E :
Celebrizado pela sua obra de ficção, David Foster Wallace foi também um excecional ensaísta e repórter. Alguns dos seus artigos mais conhecidos deram-lhe um reconhecimento transversal e captaram o interesse de muitos leitores para este escritor original que estava tão à vontade a falar da ficção pós-moderna norte-americana como a relatar a sua experiência num cruzeiro. Graças ao talento do seu autor, peças como a de Roger Federer, a do Festival da Lagosta do Main ou a da indústria pornográfica norte-americana transcenderam os limites das publicações em que apareceram pela primeira vez e, atualmente, fazem parte dos textos canónicos sem os quais não se pode entender a dimensão do génio de Foster Wallace.