B I B L I O T E C A ± T Z I K I . N E T
T I T U L O :
O Povo do Abismo
A U T O R :
Jack London
E D I T O R A :
Antígona
G É N E R O:
Ensaio
P Á G I N A S :
232
L I N G U A :
Ensaio
E T I Q U E T A S :
Londres, Seculo XX
S I N Ó P S E :
A 16 de Outubro de 1916 — um mês e seis dias antes da sua morte —, Jack London escrevia a um admirador curioso de conhecer os seus livros preferidos: «Creio ter posto o meu coração no Povo do Abismo mais do que em qualquer outro livro meu.» Publicado pela primeira vez em 1903, em Nova Iorque, O Povo do Abismo descreve com impiedosa sensibilidade as catacumbas urbanas de Londres no início do século XX — numa viagem fulgente ao reverso da civilização e do progresso, em que o autor investe o seu próprio corpo deambulando disfarçado de vagabundo pelas zonas mais degradadas da cidade. As impressões que Jack London daí extrai, relatadas nesta obra incomparável, põem a nu os embustes da modernidade, que mais de cem anos depois continua a empurrar «inaptos e inúteis» para as profundezas e a legitimar a barbárie pelo voto democrático.